Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Caramujos de água doce

autor: Redação RuralNews
data: 24/04/2013

 
São moluscos univalve, isto é, somente uma concha. São um bom alimento para um grande número de animais de aquário e de vivário. É preciso, porém, muito cuidado na escolha da espécie dos caramujos a serem criados, pois muitos deles podem transmitir doenças como a esquistossomose, por exemplo.

Não aconselhamos criar caramujos dentro dos mesmos aquários em que se encontram os animais como, por exemplo, os peixes que vão alimentar, porque isso acarreta uma série de inconvenientes, entre os quais:

 
- Eliminam grande quantidade de excrementos;
 
- Comem as algas que servem de alimentação para alguns peixes;
 
- Comem brotos, raízes e plantas, prejudicando a decoração e as condições do aquário;
 
- Quando morrem, sua concha, que é calcária, alcaliniza a água que fica "dura";
 
- Como são muito prolíficos, morrendo em grande quantidade, podem poluir a água, baixar o seu pH e aumentar o seu teor de gás carbônico;
 
- comem ovos de peixes;

 
- Alguns respiram na água, competindo com os peixes e as algas, pelo oxigênio nela existente.

Pelos motivos expostos, cremos que o melhor é criar os caramujos em aquários ou tanques separados, especiais para eles. Alguns caramujos são pulmonados, isto á, possuem pulmão e respiram o ar atmosférico.

Damos, a seguir, alguns caramujos que podem ser criados para a alimentação de animais diversos, principalmente peixes.

Caramujo vermelho - Planorbis corneus: Sua concha é em espiral, medindo 2cm de diâmetro. É o mais difundido no Brasil. É albino. Sua cor é aparente, pois o vermelho que apresenta é a cor do seu sangue, visto por transparência. É ovíparo e muito prolífico, ocupando todo o aquário em pouco tempo.

Coloca seus ovos sobre os vidros ou paredes do aquário onde, com uma lente, podemos observar o interior e o desenvolvimento desses ovos. A eclosão se realiza em 10 dias. Come algas que se encontram sobre as folhas e ainda danifica as plantas, além de devorar, também, os ovos dos peixes. Seus ovos e filhotes são um bom alimento para peixes. Podemos amassá-los pois são, assim, uma boa alimentação, muito apreciada por um grande número de animais.

Fisa - Physa acuata: É cinzento, bem pequeno e possui a concha ovalada, com apenas 1cm de diâmetro. Não prejudica as plantas como o Limnaea, com o qual é confundido. Muito prolífico, seus filhotes são um bom alimento para peixes e outros animais. Movimenta-se de forma interessante dentro da água, na vertical, subindo e descendo como se houvesse uma parede invisível pela qual estivesse deslizando com muita facilidade.

Ampulária - Ampullaria cuprina: Muito grande, sua concha atinge 10cm de diâmetro. Deve ser criado em aquário especial, mas que tenha uma tampa, para que ele não fuja. Desova fora do aquário. Limnaea stragnalis. É grande, atingindo 6cm de comprimento. Ovíparo, bota seus ovos nas folhas das plantas. A eclosão ocorre 30 dias após a postura. Prefere temperatura de 28 ºC.

Melanoides tuberculata: Originário do Egito, possui o hábito de enterrar-se na cama do aquário, onde elimina as suas fezes, adubando as plantas. Sua concha é verde-claro, com listas horizontais marrons avermelhadas. É em forma de espiral bem comprida. É ovíparo, alimenta-se de algas e não prejudica as plantas. para a produção de cada uma das sucessivas gerações.
 
 
 
 
 

 

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

ilustracao do produto DVD : Leite Agroecológico - Pastoreio Voisin & Homeopatia
R$ 103.00
em até 4x sem juros
botao compre
ilustracao do produto DVD : Hortaliças em Estufas
R$ 103.00
em até 4x sem juros
botao compre

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb