Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

O Rami - forrageira nutritiva

autor: Redação Ruralnews
data: 18/11/2013

 
O rami é uma planta têxtil, introduzida no Brasil em 1939, no sul do estado de São Paulo, mas que foi descoberta como uma extraordinária forrageira, principalmente por sua riqueza em proteínas. Pertence à família das urtigas mas não "queima" como estas, porque não tem os pêlos urticantes.

Existe um grande número de variedades de rami mas a mais indicada para a alimentação de animais é a "murakami", por ser precoce, de alta produtividade e de folhas grandes e carnudas. Seu teor de proteínas é de 24% nas folhas e de 13% nos caules, o que significa um teor de 20%, superior à proteína existente na alfafa. Além disso, o teor de vitamina A no farelo de folhas de rami é muito elevado, sendo o dobro do existente no farelo de alfafa, como pode ser verificado pelo quadro que se segue:

Pela análise, verifica-se que, por há, o rami produz três vezes mais proteínas do que a alfafa, quatro vezes mais do que a soja, oito vezes mais do que o amendoim e onze vezes mais do que a semente de algodão. Quanto ao rendimento, também o quadro em questão é bem elucidativo, acrescentando-se que um há de rami produz, em média, mais de 20 toneladas por ano e durante mais de seis anos. Para melhor comprovar as qualidades do rami, damos os resultados das análises feitas por Esquib e colaboradores, para o feno desse vegetal:

Embora produza sementes, o rami é multiplicado por rizomas ("raízes") que apresentam gemas, das quais nascem os caules, que são eretos, com folhas denteadas, verdes na parte de cima e branco-prateado no inferior. Pode atingir 2,5 a 3m de altura e 0,15m de diâmetro, Produz flores verdes-brancas, masculinas e femininas, no mesmo caule, seguindo-se a elas a produção de sementes.

Para o plantio, devem ser utilizados rizomas de plantas de mais de dois anos de idade e cortados em pedaços de 10 a 15cm. São necessárias 20.000 mudas para cada ha. Um quilo de rizomas produz de 40 a 50 pedaços para o plantio. Para plantar um ha de rami, são necessários 14 sacos de 30 quilos de rizomas. O terreno deve ser arado e destocado.

Depois, em linhas paralelas distanciadas de 40 a 50cm, deve ser feito um sulco de 20cm de profundidade, no qual são colocadas mudas a intervalos de 10cm umas das outras. Quinze a vinte dias após o plantio, começam a brotar as primeiras plantas. O primeiro corte é dado, em geral, entre os 90 a 120 dias do plantio e os seguintes, a cada 30 ou 60 dias, dependendo da qualidade da terra, da época do ano, das chuvas, etc.. Devemos chamar a atenção para o fato de que o rami deve ser cortado bem rente ao chão e que as falhas do plantio devem ser replantadas o mais cedo possível, 2 a 3 semanas após o nascimento das primeiras plantas.
 
 
 
 
 
 

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

ilustracao do produto DVD : Leite Agroecológico - Pastoreio Voisin & Homeopatia
R$ 103.00
em até 4x sem juros
botao compre
ilustracao do produto DVD : Hortaliças em Estufas
R$ 103.00
em até 4x sem juros
botao compre

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb