Home  Quem Somos  Cadastre-se  Anuncie no Rural News  Fale Conosco 
Busca
 

 

 
Enquete
Qual a sua área de atuação profissional?
Agricultura
Pecuária
Agricultura e Pecuária
Outra área dentro do setor rural
Fora do setor agropecuário

 

 Indique este site

Pepino: características e cultivo

autor: Redação RuralNews
data: 15/08/2014

 
O pepino (Cucumis sativus) é uma hortaliça tropical que não pode ser cultivada em locais de baixas temperaturas ou que sofram com a geada. A planta pode ser cultivada no solo (plantação rasteira) ou com o auxílio de tutores que ajudam a protege-la de doenças que são causadas devido ao contato direto com o solo, principalmente uma doença chamada barriga-verde.

O fruto desta hortaliça, o pepino, é muito consumido ao natural, em saladas e, também, para a industrialização do picles. Além disso, o pepino possui algumas características medicinais e cosméticas: pode ser utilizado no combate às olheiras, através da aplicação de rodelas sobre a região dos olhos. É muito utilizado como diurético, sendo consumido, para este fim, na forma de chá.

Existem muitas variedades, que devem ser escolhidas não só pela preferência do produtor mas devido às características de clima e solo da região onde será cultivado. Basicamente, as variedades podem ser destinadas para conserva ou para mesa. O plantio pode ser feito durante todo o ano, em regiões mais quentes e de setembro a fevereiro, em climas mais amenos.

O plantação deve ser feita em linhas duplas, com espaçamento de 1m entre elas e 0,5m entre as plantas. Estas medidas referem-se às plantações tutoradas. Nas culturas rasteiras, o espaçamento indicado é de 2m x 1m x 1m. A plantação pode ser adensada, no caso das variedades voltadas para a produção de conservas.

A germinação ocorre 5 dias após a semeadura e a floração cerca de 30 dias após a germinação. Precisa ser regado, em média, a cada 3 dias, de acordo com a umidade do solo. Pode-se adotar a rotação de culturas com tomate, alface e quiabo, entre outras hortaliças. Devem ser aplicadas duas adubações por cobertura: uma após a releação, que deve ser feita quando as plantas apresentarem 3 ou 4 folhas (deve-se deixar apenas as duas mais fortes) e outra cerca de 30 dias depois.

A colheita do pepino destinado ao consumo natural é feita depois de dois meses, quando os frutos estão com cerca de 20cm de comprimento. O pepino destinado a industrialização, para a fabricação de picles, deve ser colhido depois de um mês e meio, quando está com cerca de 8cm. A colheita deve ser feita semanalmente para que seja estimulada, rapidamente, a produção de novos frutos.

Para a produção de pepino destinado à fabricação de picles, o tutoramento não é necessário, além disso, este procedimento é mais caro, aumentando os custos da produção e reduzindo os lucros do produtor. Como as variedades destinadas à fabricação de picles são colhidas mais cedo, ficam menos sujeitas às doenças causadas pelo contato com o solo, sendo, desta forma, dispensável o tutoramento.

Quando plantamos as variedades para consumo ao natural, devemos tutorar a plantação que, além de ficar livre das doenças causadas pelo contato direto com o solo, facilita bastante a colheita e muitos dos tratos culturais. As estacas utilizadas devem ter cerca de 2,5cm x 2,5cm de espessura. Apesar do tutoramento apresentar as vantagens mencionadas, ele impossibilita operações mecanizadas.
 
 
 
 
 
 
 
 

 

« voltar

Indique a Matéria
Seu Nome:
Seu Email:
Nome do Amigo:
Email do Amigo:
Comentários:

 

 

ilustracao do produto DVD : Super Novilho Nelore Precoce
R$ 103.00
em até 4x sem juros
botao compre
ilustracao do produto DVD : Hidroponia Convencional
R$ 103.00
em até 4x sem juros
botao compre

Publicidade
Info Rural News
Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do Ruralnews.
Copyright 2005. © RuralNews - Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por Pontaweb